Parceria SESI e SENAI: construção do complexo voltado à inovação em Brasília

A parceria entre o SESI e SENAI  prevê ambientes como o Museu de Arte, Ciência e Tecnologia da Indústria, um centro de convenções, a Universidade Corporativa do Sistema Indústria (Unindústria) e terá a sede da coordenação da rede dos Institutos de Inovação do SENAI e dos Centros de Inovação do SESI.

Na última semana, o Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (SENAI) e o Serviço Social da Indústria (SESI) foram os responsáveis pelo lançamento do complexo SE – SESI SENAI Para o Futuro, complexo voltado à inovação, que será construído em Brasília.

A apresentação do projeto foi realizada durante o  Encontro Nacional da Indústria (ENAI) que ocorreu no  Centro Internacional de Convenções do Brasil (CICB), na capital federal. A estimativa é que sejam investidos R$ 500 milhões no projeto. As edificações começam a ser construídas no início de 2019 na capital federal e devem ficar prontas em 2021.

A parceria entre o SESI e SENAI  prevê ambientes como o Museu de Arte, Ciência e Tecnologia da Indústria, um centro de convenções, a Universidade Corporativa do Sistema Indústria (Unindústria) e terá a sede da coordenação da rede dos Institutos de Inovação do SENAI e dos Centros de Inovação do SESI.

Entre os presentes no lançamento estavam o presidente da Confederação Nacional da Indústria (CNI), Robson Braga de Andrade e o governador do Distrito Federal, Rodrigo Rollemberg. “Com a construção deste complexo, nós queremos que Brasília seja a capital da inovação do país, mas, para isso, precisamos de infraestrutura como a duplicação da rodovia e a banda larga”, afirmou o presidente da CNI durante o discurso. Também prestigiaram o lançamento o o secretário de Ciência e Tecnologia do DF, Waldir de Oliveira, e o deputado federal Laércio Oliveira (PP-SE).

Robson Braga de Andrade,presidente da CNI

Ainda na solenidade, Rodrigo Rollemberg atendeu aos pedidos feitos pelo presidente da CNI e anunciou a publicação do decreto distrital que coloca as obras do SE – SESI SENAI Para o Futuro como de interesse público. Dessa forma, o governo de Brasília deve priorizar obras urbanísticas e de infraestrutura no local, como a duplicação da rodovia DF-140. No evento, o Sindicato da Indústria da Construção Civil do DF (Sinduscon) doou o projeto de duplicação para o governo do DF.

De acordo com o governador, a importância do projeto se dá pela confirmação da vocação do Distrito Federal como polo de inovação. Uma vez que a cidade tem a maior proporção de doutores por habitante no país e lançou, recentemente, um parque tecnológico. Além disso, o chefe do Executivo distrital reforçou que o complexo fica na região sul de Brasília e contribui para descentralizar a atividade econômica do Plano Piloto.

Rodrigo Rollemberg ,governador do DF

“Com a construção deste complexo, vamos elevar o patamar do ensino do SENAI, que já é de qualidade”, afirmou Gustavo Leal, diretor de operações da instituição.

 O complexo vai atuar em eixos que abrangem a busca por inovação, o diálogo com os empresários industriais, a qualificação dos funcionários do Sistema Indústria e interação com a sociedade. Além disso, o espaço vai apoiar a rede no desenvolvimento de novas tecnologias, competências técnicas e metodologias avançadas para a indústria.

O SE – SESI SENAI Para o Futuro também será um ponto forte de apoio aos 28 setores da indústria. Dentro do complexo será feito um mapeamento das exigências tecnológicas de cada segmento e, em seguida, propostas serão elaboradas e desenvolvidas nos institutos e centros de inovação espalhados pelo país. “Hoje nós temos 500 projetos na carteira do SENAI. Queremos fortalecer ainda mais esta rede e fazer diferença na competitividade da indústria brasileira, que precisa estar preparada para a onda de mudanças que o mundo vive”, explicou Gustavo Leal.

A finalidade do espaço
O espaço visa a aproximação da indústria com a sociedade. Para isso, formadores de opinião serão convidados a debater temas de interesse estratégico para o país de modo a contribuir para a formação de políticas públicas eficientes. O Museu de Experimentar a Arte, a Ciência e a Tecnologia da Indústria e o centro de convenções também vão contribuir para aproximar os temas da indústria com a sociedade.
A Universidade Corporativa será centralizada no novo complexo e terá cursos de educação presencial e à distância para a formação de profissionais com alto desempenho para o Sistema Indústria. O empreendimento ainda terá um ambiente de excelência no treinamento dos jovens brasileiros em competições internacionais, como a WordSkills.
Fonte: CNI
(Visited 46 times, 1 visits today)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *