Inovações em saúde e segurança para o futuro do trabalho

A segurança e saúde no trabalho (SST), bem como o bem-estar são cada vez mais reconhecidos como elementos estratégicos para as empresas brasileiras e a inovação nestas áreas têm sido valorizadas, em prol de ambientes de trabalhos saudáveis e seguros.

Mercer, Marsh e Benefits (2018) apresentam as tendências médicas em 2018, chamando a atenção para a inovação como uma das principais estratégias levantadas pelas seguradoras de saúde e pelas ações praticadas pelas empresas, as quais visam a criação de soluções inovadoras voltadas para a saúde e bem-estar dos colaboradores.

Em resposta ao cenário mundial de doenças e acidentes relacionados ao trabalho, a Organização Mundial de Saúde (OMS) concebeu um Modelo de Ação para ambientes de trabalhos saudáveis e seguros (Figura 1), visando a atender: (1) recursos para a saúde pessoal do trabalhador; (2) ambiente físico de trabalho; (3) ambiente psicossocial de trabalho e (4) envolvimento da empresa na comunidade (OMS, 2010).

Figura 1. Modelo de Ação para ambientes de trabalhos saudáveis e seguros da OMS

As condições de vida e de trabalho, bem como o ambiente de trabalho, são elementos centrais do modelo de Determinantes Sociais da Saúde (Figura 1). O trabalho é considerado, no âmbito desse modelo, como um dos determinantes da saúde e do bem-estar do(a) trabalhador(a) (BRASIL, 2018).

Figura 2 – Determinantes Sociais da Saúde no contexto das condições de vida de e de trabalho

 

No Brasil, a saúde e segurança tornaram-se indissociáveis do ambiente de trabalho, segundo apontam os resultados apresentados no Anuário Estatístico de Acidentes de Trabalho (AEAT). O registro de 549.405 acidentes de trabalho em 2017 representou uma queda de 6,19% em relação a 2016. A incidência de agravos à saúde afeta o orçamento das organizações devido aos custos do Seguro de Acidente de Trabalho (SAT), calculado com base no Fator Acidentário de Prevenção (FAP). Os custos com SAT não acompanharam a lógica da queda expressiva de acidentes de trabalho em 2016, os quais cresceram 31% e geraram custos na ordem de R$ 28 bilhões de reais em 2017, levando a ações regressivas à indústria referentes aos anos anteriores. Em acordo com o Tribunal Superior do Trabalho – TST, são ações propostas pela Procuradoria-Geral Federal que resgatam despesas com prestações sociais concedidas frente aos acidentes do trabalho junto às empresas, aumentando, consequentemente, os custos relacionados à saúde corporativa (AEAT, 2017).

O trabalhador afastado, justificado por doenças ou acidentes relacionados ao trabalho, gera impactos de ordem individual, organizacional, sem contar o âmbito social, o que reverbera em grandes entraves para a gestão em saúde nas empresas. Tal cenário exige o aperfeiçoamento de políticas, programas de promoção da saúde e prevenção de doenças do trabalhador, além de ações que visem a Qualidade de Vida no Trabalho (QVT), na perspectiva do aumento da capacidade para o trabalho (RIBEIRO et al., 2019).

Desafios surgem com as novas configurações de trabalho, principalmente relacionados às novas ocupações e formas de produção, além das transformações epidemiológicas, demográficas e nutricionais. Estimam-se que 86,7% dos anos vividos com incapacidades e 71% dos anos perdidos por incapacidades ou morte precoce são decorrentes de doenças crônicas não transmissíveis (DCNT), no Brasil, segundo Global Burden of Diseases, 2017.

Nesse sentido, o SESI, enquanto uma de suas principais estratégias, implantou 9 Centros de Inovação SESI, tendo por objetivo desenvolver soluções que tenham potencial de escala e gerem impactos positivos mensuráveis nos ambientes industriais e nos trabalhadores.

Segundo diretrizes de inovação do SESI, a inovação necessita ser implementada e incorporada no mercado, o que deverá ocorrer a inserção de um produto (bem ou serviço) novo ou significativamente melhorado, ou um novo método organizacional, ou um processo, na organização do local de trabalho. Processos, métodos e outras práticas devem ser efetivamente empregados nas operações da indústria.

 

 

Inovação é um conceito diretamente ligado a mercado. Não é uma invenção, deve gerar valor para a indústria agente de inovação, com auxílio das universidades, centros de pesquisa, dentre outros atores.

Os Centros de Inovação SESI são parte integrante da Mobilização Empresarial pela Inovação, segundo Agenda pela Inovação 2019-2020, que destaca tais centros no âmbito de um ecossistema de Ciência, Tecnologia e Inovação (CT&I) (CNI, 2019).

A publicação “Creating Healthy Lives—The Future of Medical Innovation” do Global Innovation Index 2019 destaca que o:

SESI foca e promove inovação em saúde e segurança no trabalho. Isso contribui para a competitividade das empresas redução de custos, redução de acidentes de trabalho e melhoria bem-estar dos trabalhadores. Para enfrentar os desafios de segurança e saúde no trabalho…

Cita ainda que o SESI, por meio dos CIS desenvolveram várias soluções, à título de exemplo podemos citar uma solução de gamificação para incentivar usuários adotem hábitos saudáveis. A solução facilita o monitoramento e visualização de dados de hábitos pessoais que precisam mudar para um estilo de vida mais saudável, intitulada por Guidoo – Solução de promoção da saúde e bem-estar. 

Este e outros exemplos de inovações desenvolvidos pelos Centros de Inovação do SESI estão disponíveis publicamente na web na Plataforma Nacional de Inovações do SESI: 

Uma série de artigos serão ofertados como forma de gerar conhecimento prático sobre estratégias voltadas para grandes desafios em saúde ocupacional, fundamentados pela pesquisa aplicada e soluções inovadoras nas áreas de Economia para saúde e segurança, Ergonomia, Estilo de Vida e Saúde, Fatores Psicossociais, Higiene Ocupacional, Longevidade e Produtividade, Prevenção da Incapacidade, Sistemas de gestão em SST e Tecnologias para Saúde.

Os 09 Centros de Inovação SESI apresentarão temas inovadores relacionados: ao futuro do trabalho e a relação com as tecnologias para saúde, aos benefícios da ergonomia no cotidiano, à Saúde Mental no Trabalho, ao  impacto do estilo de vida na saúde, às tecnologias para saúde voltadas para o futuro do trabalho, à vida e Trabalho: foco na autogestão da saúde, aos Sistemas de Gestão: Impulsionando o autocuidado na indústria, ao Value on Investiment (VOI): A dimensão do valor em saúde como estratégia para promover ambientes de trabalho saudáveis, produzindo ideias conscientizadoras sobre a promoção de ambientes saudáveis e seguros.

Conheça as soluções dos Centros de Inovação SESI (CIS), por meio da Plataforma Nacional de Soluções Inovadoras do SESI: http://inovacaosesi.org.br/ e cadastre desafios.

Autora: 

Viviane Lourenço

Especialista – Desenvolvimento Industrial – SESI DN

Referências:

AEAT. Anuário Estatístico de Acidentes de Trabalho. Brasília: Ministério da Previdência Social, 2017.

BRASIL. Cadernos de atenção básica. Saúde do trabalhador e da trabalhadora. Brasília; Ministério da Saúde. Versão preliminar, 2018. Disponível em: http://189.28.128.100/dab/docs/portaldab/publicacoes/cadernoab_saude_do_trabalhador.pdf. Acessado em 06/02/2019.

CNI. Agenda da Mobilização Empresarial pela Inovação 2019-2020. 2019. Disponível em: http://www.portaldaindustria.com.br/publicacoes/2018/12/agenda-da-mei-2019-2020/

GLOBAL INNOVATION INDEX 2019. Creating Healthy Lives – The Future of Medical Innovation. 2019. Disponível em: https://www.wipo.int/global_innovation_index/en/2019/

MALTA, Deborah Carvalho et al. Fatores de risco relacionados à carga global de doença do Brasil e Unidades Federadas, 2015. Revista Brasileira de Epidemiologia, v. 20, p. 217-232, 2017.

MERCER MARSH BENEFITS. Tendências médicas em 2018 pelo mundo. EUA; MERCER MARSH BENEFITS, 2018.

OMS – ORGANIZAÇÃO MUNDIAL DA SAÚDE. Ambientes de trabalho saudáveis: um modelo para ação. Geneva: OMS, 2010. Disponível em: <http://www.who.int/occupational_health/ambientes_de_trabalho.pdf>.

RIBEIRO, H.K.P. et al. Transtornos de ansiedade como causa de afastamentos laborais. Revista Brasileira de Saúde Ocupacional, v. 44, p. e1-e1, 2019.

(Visited 914 times, 1 visits today)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *